Virtual x Real

Engraçado, como temos a tendência a tratar as coisas aparentemente opostas, como coisas totalmente inconciliáveis. Esquecemos, no entanto, que o equilíbrio se dá pela harmonia entre os opostos. Que a diferença não exclui ou discrimina, pelo contrário, complementa.

E é sob esse ângulo que reina meu “post” de hoje: os opostos mundos do Virtual e do Real.

A palavra virtual vem do latim medieval “virtualis”, que por sua vez, originário de “virtus”, significa força, potência. Ou seja; a palavra virtual traduz tudo àquilo que tem força e potência para tornar-se real; assim como uma árvore que está virtualmente presente na semente; assim como uma borboleta que está virtualmente presente na lagarta; assim como a morte que está virtualmente presente na vida.

A leitura que devemos fazer, é que na verdade, o virtual não se opõe ao real, mas sim, ao atual. O virtual traz em si, todas as possibilidades de transformação de um estado atual. Assim como a semente em seu estado atual não é uma árvore, mas possui todas as possibilidades de ser.

O fato é que isso demanda estudo, trabalho, paciência, foco, determinação, perseverança etc. E nem todos estão dispostos a isso. A maioria prefere ficar em sua zona de conforto, reclamando quando algo não funciona como gostaria, ou adaptando-se a uma vida sem muitas exigências pessoais, mas também sem muitas conquistas.

O mundo virtual não é viver fora da realidade, pelo contrário, ele é a estimulação à transformação individual em todas as áreas de nossas vidas. Ele é um campo de aprendizagem contínuo em todos os níveis, sejam eles, filosóficos, antropológicos ou sociopolíticos.

A virtualização é exatamente a essência da transformação, do “devir”.

O mundo virtual traz em si uma poderosa ferramenta que nos coloca em processos de criação, abrindo as portas do futuro e perfurando os nossos poços mais internos, nunca antes penetrados.

Portanto, antes de discriminar, criticar e taxar como “isso” ou “aquilo”, procure apreender, pensar e compreender toda a amplitude da virtualização.

Esta entrada foi publicada em Dicas. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *